sábado, 12 de dezembro de 2009

VOCÊ SABE A DIFERENÇA DE EVANGELISTA, MISSIONÁRIO, EVANGELISMO, EVANGELIZAÇÃO E MISSÕES???

Share & Comment
MUITOS HOJE EM DIA NÃO ENTENDEM A DIFERENÇA ENTRE EVANGELISTA, EVANGELISMO, MISSÕES, MISSIONÁRIO... SE VOCÊ É UM DELES ESSA MENSAGEM FOI POSTADA PARA ESCLARECER SUA DÚVIDA!!!!


FONTE: AMME EVANGELIZAR

Evangelista - De acordo com Efésios 4:11,12 o evangelista é um dom de Cristo para a igreja. Ser evangelista não é um dom, um presente, mas é ser um presente para a igreja, um presente que prepara a igreja para cumprir a obra do ministério – ou seja, o trabalho para o qual ela foi chamada a servir. Para uma visão mais ampla sobre este tema veja o conceito de Evangengelização Total.

Evangelização - 1. A ação de evangelizar. Na AMME evitamos usar o termo “evangelismo” para designar a ação de evangelizar, já que o sufixo “ismo” indica doutrina, hábito, estilo. Assim os evangélicos seguem o evangelismo, mas quando anunciam o Evangelho estão fazendo evangelização.

Evangelização contínua -

1. Que se opõe à evangelização pontual;
2. Que é resultado de uma visão para uma região, e de um planejamento permanente – A igreja faz evangelização contínua quando tem a visão de mudar a realidade de sua comunidade pela pregação do Evangelho e, para isso, liga uma campanha ou projeto evangelístico ao outro, criando um fluxo de ação permanente.

Evangelização continuada -
1. Evangelização que continua mesmo depois de a pessoa “aceitar Jesus”, para cumprir a qualificação dada por Jesus de ensinar “todas as coisas” que ele nos ensinou; A Evangelização continuada se contrapõe à evangelização pontual, que simplesmente anuncia o Evangelho sem o compromisso de ensiná-lo, ignorando a instrução específica de Jesus de ir e fazer discípulos.

Evangelização Eventual -
1. Tipo mais comum de abordagem das igrejas que consiste em tratar a evangelização como evento em datas específicas no calendário da igreja, ou no ativismo dos membros e não como uma atividade contínua, como estilo de vida e de ser igreja. A evangelização eventual acontece em igrejas onde a evangelização é apenas uma das muitas atividades da igreja, não a atividade essencial. A Evangelização eventual é o oposto de evangelização contínua.

Evangelização Passiva -
1. Ilusão de alguns grupos ou crentes evangélicos de que é possível evangelizar só com o exemplo e o modo de vida, desprezando o mandato de Cristo de pregar o evangelho a toda criatura. A evangelização deve ser ativa, intencional!
2. Argumento adotado por crentes que, mesmo em igrejas mais evangelizadoras, decidem desobedecer ao mandamento de ir.

Evangelização Pontual -
1. Abordagem de evangelização identificada com a semeadura que vai de um ponto a outro simplesmente anunciando o Evangelho, sem a responsabilidade de fazer discípulos. Pregar cada dia em um lugar, distribuir folhetos, pregar em praças públicas crendo que de alguma forma haverão frutos que crescerão por si só, sem cultivo ou cuidado do evangelizador. O Senhor Jesus que nos enviou a fazer discípulos não nos deu qualquer base para fazer este tipo de evangelização.

Evangelização profética
Embora o desgaste do termo ‘profética’, a AMME usa esta expressão para significar a evangelização que é feita a partir do conhecimento da situação espiritual do público alvo e composta por uma mensagem objetiva, destinada a produzir modificação em uma área específica.

Evangelização Total –
Conceito desenvolvido pela AMME a partir dos “quatro todos” implícitos ou explícitos na grande comissão:
1) Todo crente – a grande comissão tem a característica de ser transferível pelo discipulado;
2) Todo mundo;
3) Todo Evangelho;
4) Toda criatura. Esse é o ideal da Grande Comissão, a ser perseguido pela igreja.
Evangelizador - Usamos este termo para nos referirmos aos crentes em geral que, sem ter sido dados como dom de liderança à igreja (veja evangelista), cumpre a Grande Comissão, evangelizando. Todo crente deve ser evangelizador e evangelizar, alguns são evangelistas e lideram a igreja na evangelização.

Evangélico -
1. Quem segue o Evangelho (ou o evangelismo). Os últimos anos trouxeram tanta variação entre os evangélicos que já não é tão fácil definir quem é e quem não é. Na AMME consideramos evangélicos aqueles cristãos que consideram a Bíblia como suprema regra de fé e prática, totalmente inspirada, suficiente, completa, sem erro e totalmente capaz para julgar tudo e todos. Entendemos que entre estes cristãos pode haver eventuais divergências de interpretação, resultantes de pouco empenho na compreensão, mas que há uma única leitura correta possível do texto bíblico.

Evangelizar –
1. Tornar conforme o Evangelho – esta é a definição da AMME: evangelizar pressupõe a mudança do outro pelo poder da pregação do Evangelho. Na AMME resistimos definir evangelizar como a simples proclamação do Evangelho, sem o obrigatório compromisso com a transformação da vida dos ouvintes. Assim, estritamente, se apresentamos o Evangelho a uma pessoa e ela não foi transformada, ela não foi de fato evangelizada. Considerando a apresentação do Evangelho de modo mais geral, tota pessoa é transformada por ele: sendo Jesus a rocha, as pessoas constroem sua vida por ele ou se destroem quando confrontadas com ele (1Pe 2:7)

Igreja local -
1. O grupo de crentes, ligados pela paz em Cristo, que se edifica mutuamente para obedecer ao Evangelho, inclusive indo e fazendo discípulos, sob uma liderança ensinadora, comprometida com as Escrituras. A AMME se relaciona e ajuda igrejas locais, pois, não sendo um ministério denominacional, não se relaciona com as denominações.

Missão -
1. O propósito da Igreja na terra: Ir por todo mundo, pregar todo Evangelho a toda criatura é a missão da Igreja. Por isso dizemos “a missão é evangelizar!”. Entendemos que a Igreja pode ter diversas atividades que não são sua missão, e que os parâmetros do cumprimento da missão são: Abrangência = todo crente, todo mundo, todo Evangelho, toda criatura; Método = fazer discípulos, ensinar; Resultado = obediência ao Evangelho.

Missão essencial –
1. A primazia do ensino do Evangelho sobre qualquer outra ação da Igreja. Repudiamos o movimento que, mal interpretando o conceito de missão integral, abre mão do ensino do Evangelho e da promessa de salvação eterna para se concentrar no beneficio moral, material, temporal do homem como centro da religião. A missão essencial da Igreja é ensinar o Evangelho para transformação das pessoas com quem se compromete e a quem, havendo aprendido o Evangelho, não pode negar o atendimento de outras necesssidades em amor.
Missionário –
1. O crente comprometido com a missão. Não fazemos diferença entre evangelista e missionário, já que o missionário é o crente que se compromete com a missão de evangelizar. Se não evangeliza não é missionário, se evangeliza é missionário. Entendemos sim que há graus diferentes de dificuldade no cumprimento da missão, e que o missionário em uma realidade transcultural deve ter maior maturidade e preparo, mas repudiamos a idéia de que os desafios de cultura, geografia e língua definam o missionário; se fosse assim todo emigrante seria um missionário. O que define um missionário é a pregação do Evangelho. Pensando assim, é sempre necessário especificar de que tipo de missionário falamos:

Missionário autoctone –
O missionário que evangeliza em sua própria cultura, não se considerando se o seu sustento vem de igrejas da mesma cultura ou de outra.

Missionário de base –
O missionário responsável pela construção e manutenção da estrutura de evangelização que será utilizada pelos outros missionários.

Missionário em tempo integral -
Aquele cuja atividade principal é a evangelização e, portanto, deve receber seus salário por causa desta atividade. Consideramos duas fontes bíblicas para o sustento do missionário em tempo integral: 1) a comunidade que o envia; 2) a comunidade que o recebe.

Missionário trans-cultural –
O missionário que evangeliza em uma cultura diferente da sua, principalmente aquele que se instala na nova cultura e aceita as transformações que fazem parte desta vivência.

Pilar de Sansão –
O principal fundamento da estrutura de pecado que envolve os ouvintes, onde a evangelização deve concentrar a mensagem para produzir transformação. O nome foi inspirado na passagem bíblica em que Sansão, reconciliado com Deus, derruga o templo de Dagon ao empurrar os pilares principais. O Pilar de Sansão é descoberto a partir da pesquisa.
Tags:

Written by

We are Creative Blogger Theme Wavers which provides user friendly, effective and easy to use themes. Each support has free and providing HD support screen casting.

10 comentários:

Anônimo disse...

entao um evangelista pode ser chamado de pastor?

Anônimo disse...

Amei as informações, que Deus em Cristo vos abençoe.

Blogger Da Monique disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

oiiiiiiiiii
meu nome é monique sou de são paulo.
Deus tem proposito na minha vida de ser evangelista e missionaria. Estou começando agora. Deus já me amostrou que ele quer me levar a lugares na onde eu nunca fui. ou seja levar aquelas vidas que precisam da palavra ! e minha duvida é, qual a diferença entre evangelista e missionatia ? que Deus o abençoe hoje e sempre amém. aqui esta meu email: monique.silva.monique@gmail.com

FALE CONOSCO!!! disse...

Querida Monique... a diferença entre evangelista e missionário é quase a mesma coisa, pois os mesmos tem a missão de pregar o evangelho. Chama-se geralmente missionário aquele que sai por países, cidades e estados a pregar o evangelho. O importante é que seja evangelista ou missionário todos devem pregar o evangelho a toda criatura! Que Deus abençoe a sua vida!!

Claudiane disse...

Olá a paz do senhor seja concosco , ameeii as postagens , tiraram minha duvidas , e consegui extrair muitas outras coisas . Obrigado msmo !

Mateus Lee van disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mateus Lee van disse...

A PAZ DO SENHOR, GOSTARIA DE SABER A DIFERENÇA ENTRE EVANGELISTA E EVANGELIZADOR.
OBRIGADO. ABRAÇO.

Sbragamartins@hotmail.com Sandra1961 disse...

Sou missionaria e amei a explicação! A paz do Senhor!!

Pricilla disse...

Parabéns pelas informações.

 

Popular Content

Recent Posts

Why to Choose RedHood?

Copyright © SEMEADORES DO REINO DE DEUS | Designed by Templateism.com